Sobre a infecção de HIV

Transmissão de HIV

O HIV é um virus de baixa infectividade e a sua via de infecção é limitada e clara.

Ao conhecer o local de sobrevivência do virus e a porta de entrada no organismo, poderá diminuir a possibilidade de contrair a infecção conforme o seu ato sexual.

O virus sobrevive no sangue, esperma, secreção vaginal e leite materno da pessoa soropositiva.

O HIV entra no organismo humano através da mucosa e feridas.

Há possibilidade de infectar-se com HIV quando o sangue, esperma e secreção vaginal contendo o virus entra em contato direto com a mucosa ou ferida. Mucosa é uma parte úmida do organismo e há por exemplo dentro da boca, da vagina, da uretra, do reto entre outras partes do organismo.

O meio de contato direto entre o sangue, esperma, secreção vaginal e a mucosa é a relação sexual. Fica fácil de entender como se transmite esta doença ao pensar o tipo de ato sexual e o local de contato da secreção do corpo.

O uso compartilhado de seringas facilita a transmissão porque aumenta a possibilidade do sangue entrar direto dentro dos vasos sanguíneos.

O parto de uma mãe soropositiva predispões à infecção porque há possiblidade do sangue entrar em contato direto com o bebê.

Como diminuir a possibilidade de infecção por HIV

Ato sexual

Pode-se diminuir a possibilidade de infecção num ato sexual impedindo com que o sangue, esperma ou a secreção vaginal entre em contato direto com o genital, ânis e boca. O uso de preservativos é uma das maneiras de impedir o seu contato direto. Está à venda o preservativo para o pênis e a vagina. Em uma situação difícil de usar o presevativo, pode-se minimizar a possibilidade de infecção diminuindo o tempo de contato entre o sangue, esperma e secreção vaginal.  Por exemplo: evitar a ejaculação dentro da boca, vagina e ânus;  lavar-se imediatamente após a ejaculação.

Ainda, manter a mucosa, que é uma porta de entrada, íntegra. Por exemplo, antes de um sexo oral, fazer gargarejo ao invés de escovar os dentes que pode machucar a cavidade bucal. Também é válido fazer tratamento de doenças sexualmente transmissíveis pois, a infecção de outras doenças venéreas inflamam e produzem feridas na mucosa e pele, facilitando a entrada do virus do HIV no organismo.

O uso compartilhado dos objetos sexuais causa a possibilidade de contato direto do sangue e secreção vaginal com a mucosa.

Para evitar a tranmissão, deve-se evitar o uso compartilhado ou utliza-se o preservativo no objeto.

Uso compartilhado de seringas

Diz-se uso compartilhado de seringas o uso da mesma seringa consigo e com a outra pessoa ao aplicar drogas. Ao evitar o uso compartilhado de seringas utilizando a sua seringa própria ou utilizando sempre uma nova, poderá diminuir a possibilidade de infecção.

 

Parto de uma mulher soropositiva

A mulher grávida soropositiva pode diminuir a possibilidade de infecção para o feto se souber de sua infcção precocemente. Poderá diminuir a possibilidade de infectar o feto ou o bebê: 1) diminuindo a carga viral do organismo tomando medicações anti-virais na devida época da gravidez; 2) fazendo parto cesária e 3) não amamentando após o parto.